É PRECISO GRITAR!

"...Eu vi a aflição do meu povo; ouvi seus clamores e desci para livrá-lo." Ex 3,7-8
Há 196 anos um grito foi dado às margens do Ypiranga pelo príncipe regente D. Pedro. Puro ufanismo de um Brasil explorado e atrelado à Coroa Portuguesa!


Há 24 anos as CEBS protagonizam o grito dos excluídos nesta data de hoje (07 de setembro), dia emblemático para a nação brasileira... E a proposta de mudança do paradigma: "vamos superar o patriotismo passivo pela cidadania ativa!"


De uns tempos para cá, o grito arrefeceu nas estruturas eclesiais. Contudo, o fermento fomentador das massas ganha uma nova dimensão na articulação, o movimento ecumênico, felizmente.


É importante nesta ação libertária, "ocupar os espaços públicos e exigir do Estado a garantia do acesso e a universalização dos direitos básicos como educação, segurança pública, saúde, transporte, alimentação saudável, saneamento básico, moradia. Lutar contra a privatização dos recursos naturais e contra as reformas que retiram direitos dos trabalhadores". 


Para isso acontecer, é preciso que voltemos ao estado democrático como fora verificado no primeiro decênio deste terceiro milênio.


É preciso fazer ecoar o grito da classe trabalhadora para o fortalecimento das lutas populares.

Enfim, "Vida em primeiro lugar" dos patrícios e patrícias desta terra de Santa Cruz.

Assina o artigo
Bernardo Carvalho

Postar um comentário

0 Comentários