terça-feira, 5 de abril de 2016

Visita e formação do grupo de jovens comunidade Angelim

Nesta visita de formação do grupo de jovem teve o seguinte estudo:

O ROSTO DA PASTORAL DA JUVENTUDE

I. Estruturação da Pastoral da Juventude 

1. O que é a Pastoral da Juventude?

A Pastoral da Juventude é a ação dos jovens como Igreja, unidos e organizados a partir dos Grupos Juvenis Eclesiais de Base. É a juventude evangelizando outros jovens em comunhão com toda a Igreja. A PJ não é apenas uma organização ou uma estrutura como alguns ainda pensam. Na verdade, os grupos de jovens são a base desta pastoral e é no grupo e pelo grupo que a PJ acontece.

A Pastoral da Juventude é a ação da Igreja diocesana, concretizada nas paróquias e comunidades e articulada com as demais através da CNBB, articulando as forças vivas que trabalham na evangelização da juventude a partir de certos objetivos e princípios comuns.

2. A Organização Estrutural da PJ Paroquial

A PJ Paroquial estrutura-se a partir dos Grupos Juvenis Eclesiais de Base. Em cada grupo de jovem deve haver uma coordenação interna formada por três membros efetivos  do seu grupo de base. Um (01) dos três será escolhido para ser o articulador da ação evangelizadora na Coordenação da Região (Interior) e Setor Urbano (Bairro). Cada região e setor urbano apresentarão um representante para compor a Coordenação Ampliada, uma vez que esta coordenação estará sob a direção da Coordenação Executiva (eleita em assembleia geral), e esta por sua vez, orientada pela Comissão de Assessores.

3. Como Nuclear um Grupo de Jovem?

Sabemos que o Grupo Juvenil Eclesial de Base é a célula embrionária da Pastoral da Juventude. Daí vem uma pergunta: e o núcleo do grupo como se origina?

É no grupo de base que fundamentalmente acontece a pastoral da juventude. É preciso que os jovens sejam estimulados e incentivados a participar dos sonhos e projetos da Comunidade Eclesial de Base. Jovens crismandos, estudantes, esportistas, artistas, podem ser a nucleação tão desejada para a formação de um grupo de jovem. Por se tratar de organização Eclesial (Igreja) é importante que este público alvo deseje fazer um verdadeiro encontro com Jesus.

A faixa etária utilizada para configurar o grupo compreende entre os 14 a 30 anos de idade e/ou reconhecer a já existente. Deve-se ter o cuidado para que as idades não sejam discrepantes.

Algumas atitudes são necessárias tomar para que o grupo de jovem se mantenha firme e animado, e não venha deixar de existir:

Saber o que o grupo quer, ter opções e objetivos claros;

  • Cuidar do lazer, do esporte e valorizar atividades culturais;
  • Valorizar as tarefas do dia-a-dia;
  • Um assessor amigo, companheiro e democrático;
  • Escolher bem os conteúdos e que correspondam às necessidades do grupo;
  • Cuidar da afetividade, cultivar a amizade, a ternura e namoros saudáveis;
  • Valorizar a oração e uma espiritualidade engajada na realidade dos jovens da comunidade;
  • Engajamento comunitário e social;


Quando o grupo busca aprofundar e viver a fé, atuar na comunidade, descobrir como transformar a realidade e, junto com os demais grupos, ser evangelizador de outros jovens, já está sendo e fazendo Pastoral da Juventude.

4. Como preparar uma reunião no grupo de base:

Antes de passar umas dicas de como preparar uma reunião, é conveniente observar alguns detalhes: os membros procurem chegar pontualmente ao local da reunião devidamente preparado; todos possam ser comunicados na reunião anterior da presente pauta; o local dos encontros pode ser alterado, no entanto é bom que os jovens possam ter referência de um lugar habitual.
Apresentamos uma sugestão como roteiro programático de uma reunião (encontro) para os grupos de jovens, a saber:

Acolhida:

a)    Um canto inicial (Pastoral ou MPB).
b)   Criar um bom ambiente. Dar as boas-vindas. Colocar as pessoas à vontade.
c)    Apresentar brevemente o assunto (a pauta do dia) ao longo do encontro.
d)   Oração Inicial (Invocação à luz do Espírito Santo/Salmodia ODJ).

Encontro com Cristo pela Palavra:

a)    O Evangelho do Domingo.
b)   Fazer a Leitura Orante da Bíblia do referido evangelho:

  • Leitura (O que o texto diz)
  •  Meditação (O que o texto diz para mim (nós)
  • Oração (O que o texto me faz (nos faz) dizer a Deus)
  • Contemplação (O que o texto me faz (nos faz) experimentar na presença de  Deus).

c)    Partilha da Palavra: Olhar a prática da nossa comunidade, olhar a prática de Jesus e fazer uma síntese.
d)   Conclusões para a Evangelização da Juventude.

 Canto de Animação

- É conveniente que os participantes fiquem em pé e façam uma expressão corporal pela dança para poderem se descontrair.

 Formação dos Jovens (Tema do Dia)

- Deve-se contemplar alternadamente os 04 blocos da formação do Discípulo Jovem: Psicoafetiva, Bíblia, Mística e Cidadania.

 Dinâmicas

- Apresentar sempre que possível dinâmicas e jogos diversos para a integração dos jovens nos grupos de base.

Conclusão do Encontro

a)    Avisos e recomendações para o próximo encontro;
b)   Escolher o tema para o próximo encontro;
c)    Oração Final;
d)   Canto de cunho missionário (ou a escolha).

Os Jovens que lá estavam reunidos decidiram que queriam resgatar o antigo nome do grupo que era o JAD (Jovens abençoados por Deus). Neste mesmo encontro foi eleita a coordenação que ficou composta da seguinte forma:

Coordenador: Célia eleita com 8 votos sua suplente Margarida com 4 votos
Secretária: Vanária eleita com  10 votos sua suplente Leticia com 2 votos
Tesoureiro:  Vânia eleita com 12 votos seu suplente Reinaldo 5 votos.


















Reações: 
Share This