terça-feira, 3 de setembro de 2013

TERCEIRA NOITE DO NOVENÁRIO EM PREPARAÇÃO A FESTA DE NOSSA SENHORA DA BOA ESPERANÇA

Aconteceu no domingo dia  01  de setembro - domingo a terceira noite do novenário.
Teve como responsáveis: Catequistas, catequizando e comunidades do Setor II e região V
Subtema: O apostolado dos leigos (Apostolicam Actuositatem).
Este apostolado dos leigos é exercido nas comunidades eclesiais (Igreja), na família, na juventude, no meio social e nas ordens nacional e internacional.  Na comunidade eclesial os leigos devem se acostumar a trabalhar de forma próxima aos seus sacerdotes, prestando também auxílio na iniciativa apostólica e missionária de sua comunidade eclesial.  Na família, manifestando e demonstrando com a própria vida a indissolubilidade e santidade do matrimônio, afirmando o direito e dever dos pais de educar os filhos na fé cristã e nos verdadeiros valores morais, defendendo a dignidade e legítima autonomia da família.  Na juventude, através de um amadurecimento de sua consciência assumam a própria responsabilidade e desejo de se tornar parte ativa na vida social e cultural de onde eles fazem parte, porém tendo o cuidado que, a juventude é mais inclinada a novidades, não perca de vista as tradições que fazem parte da vida da Igreja.  No meio social, o apostolado deve mostrar o testemunho de uma vida coerente com a fé, na honestidade dos negócios, na caridade fraterna e na plena consciência que se deve ter na construção de uma sociedade mais justa.  Nas ordens nacional e internacional, seja promovido o bem comum na dedicação à pátria, cumprindo de modo fiel os deveres civis e, quando envolvidos em negócios públicos, exercendo-os de forma digna para atender ao bem comum abrindo assim caminho para o Evangelho.Para que este apostolado seja frutuoso exige-se do leigo um contínuo progresso espiritual e doutrinal (teológico, ético e filosófico) em harmonia com a idade, condição e capacidade de cada um.  Não somente uma formação teórica mas o leigo deve aprender aos poucos a ver, julgar e agir sobre todas as coisas à luz da fé.O decreto termina pedindo aos leigos que respondam com decisão de vontade, ânimo generoso e disponibilidade de coração à voz de Cristo, que nesta hora os convida com maior insistência, e ao impulso do Espírito Santo, que se associem à Sua missão salvadora, tornando-se verdadeiros cooperadores de Cristo, trabalhando sempre na obra do Senhor sabendo que o seu trabalho não é vão no Senhor.







Reações: 
Share This

0 comentários: