segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Aconteceu I retiro paroquial das SMP em Esperantina

Esperantina sediou, entre os dias 19 e 21, no Ginazio Poliesportivo Didimo de Castro, o I retiro paroquial das Santas Missões Populares que tem com tema: "Ide e fazei discípulos meus todos os povos".

Estiveram presentes no retiro, mais de 450 missionários que vieram de todas às comunidades da paróquia e ainda representantes de grupos, pastorais e entidades.
Os assessores foram padre Antônio Soares (pároco da catedral de Nossa Senhora da Graça em Parnaíba)  que trabalhou o tema "A missão de Jesus" no sábado e "Espiritualidade dos Missionáiros" no domingo" e Roberto (Banda Axé), que trabalhou o tema: "O por que das Santas Missões Populares na Diocese" e também a exposição dos objetos.


Entrevista com Roberto (Assessor do retiro)
Por que Santas Missões Populares? "Porque ela se torna santa, por ser a continuação de Jesus, popular por que vão acontecer no meio do povo, missão porque nós devemos sair do nosso eu, da nossa casa e anunciar o Evangelho a longa distancia.

Além dos retiros, hávera outros encontros de formação?  "Sim, vai haver encontros pequenos nas regiões que irão se encontrar e realizar pequenas formações, onde vão sair pessoas simples, mais com a coragem e com a capacidade de dizer eu vou anunciar. Agente ver um número grande, mais no meio deles vem aqueles que só vem ouvir, vem com a experiência de conhecer pela primeira vez, mas tem gente aqui que veio para assumir alguma coisa".


Como se tornar um missionário? "Basta ser batizado, se for batizado e tiver força de vontade para querer sair do seu lar, da sua casa e dizer que vai anunciar o Evangelho, já é missionário.


O que deve fazer um missionário na comunidade? "Ele tem que ser ele, livre, a pessoa do dia-a-dia, mais mostrar o seu exemplo de vida, o que Jesus mostrou na sua missão. Porque o missionário ele não tem que ser formado, ter curso, ele tem que ter fé, oração e simplicidade".

Reações: 
Share This

0 comentários: