quarta-feira, 15 de abril de 2009

Assembleia da CNBB discutirá a formação dos presbíteros

Com o tema central “Formação Presbiteral: desafios e diretrizes” e temas prioritários “Iniciação Assembleia Geral da CNBB, abril de 2008à vida cristã” e “O Brasil na Missão Continental”, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realiza, entre os dias 22 de abril a 1º de maio, sua 47ª Assembleia Geral, em Itaici, município de Indaiatuba (SP). Cerca de 315 bispos devem participar este ano.

Durante a Assembleia, os prelados irão aprovar as Diretrizes da Formação Presbiteral da Igreja no Brasil. Segundo o secretário-geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, esta discussão chega num momento propício à Assembleia Geral, por se tratar de um ministério importante para o corpo da Igreja. “A discussão é propícia porque vai ao encontro da missão que a Igreja quer desempenhar a partir dos desafios que o presbítero enfrenta na atualidade”, sublinha o secretário.

Dom Dimas afirma ainda que outro ponto fundamental da Assembleia é a discussão do tema prioritário, “Iniciação à vida Cristã”, que, segundo ele, toca na experiência pessoal com Deus. “Não iremos falar apenas da pedagogia catequética, mas da mistagogia, que se aprofunda na introdução da pessoa no mistério da fé, na experiência pessoal com o projeto de Jesus Cristo, que o leva a aderir à missão, o que o torna discípulo e missionário, outro tema prioritário da Assembleia”, disse.

Ainda nesta Assembleia, os bispos realização uma sessão solene para lembrar o centenário de nascimento de dom Helder Câmara, fundador da CNBB, falecido em 1999. Está programada também uma peregrinação dos bispos à Catedral da Sé, no domingo, 26, dentro das comemorações do Ano Paulino.

Expressão Colegial dos bispos
O evento é o órgão supremo da CNBB, “é a expressão e a realização maiores do afeto colegial, da comunhão e co-responsabilidade dos Pastores da Igreja no Brasil”. Reúne-se ordinariamente, uma vez por ano e, extraordinariamente, quando para fim determinado e urgente, sua convocação for requerida, segundo o artigo 27 do Estatuto Canônico da CNBB.
Fonte: CNBB 

Reações: 
Share This

0 comentários: