segunda-feira, 2 de março de 2009

Camarões se prepara para primeira visita do Papa à África

Rádio Vaticano

O arcebispo de Iaundé e presidente da Conferência Episcopal de Camarões, Dom Victor Tonye Bakot, concedeu, no final da semana, uma coletiva de imprensa, para falar dos detalhes da visita do Papa ao país. Dom Bakot aproveitou para chamar a atenção dos jornalistas para terem certa sensibilidade em relação ao evento histórico e a desenvolverem, de melhor maneira possível, as suas atividades. O arcebispo de Iaundé ilustrou os trabalhos em andamento na capital para a acolhida do Papa. O Pontífice será recebido por representantes das 52 Conferências Episcopais, mais de 120 cardeais e bispos, 800 delegados oficiais de 25 dioceses camaronesas, corais e delegados de países vizinhos. Por sua vez, o núncio apostólico em Camarões e Guiné Equatorial, Dom Eliseu Antonio Ariotti declarou: "Camarões é um país particularmente abençoado; é um país de paz e de unidade na diversidade, um país de liberdade religiosa. Camarões é um país ideal para se dirigir à África". No entanto, aumentam as expectativas e o entusiasmo para a iminente visita de Bento XVI. Institutos religiosos, movimentos, confrarias e associações leigas estão vivendo, com ímpeto e particular alegria, estes momentos, mediante conferências, encontros, transmissões radiofônicas e televisivas a fim de preparar bem o país para acolher a palavra do pontífice.


Reações: 
Share This

0 comentários: