sexta-feira, 6 de junho de 2008

Programação da abertura do Ano Paulino é apresentada no Vaticano

Da Redação, com Rádio Vaticano


Os preparativos para acolher o Papa Bento XVI, na Basílica romana de São Paulo Fora dos Muros, no dia 28 deste mês, dia da abertura oficial do "Ano Paulino", na memória bimilenar do Apóstolo dos Gentios, está quase no fim. O programa do evento foi apresentado na manhã desta quinta-feira, 05, em coletiva de imprensa realizada na sede da Rádio Vaticano na presença do arcipreste da Basílica de São Paulo Fora dos Muros, Cardeal Andrea Cordero Lanza de Montezemolo, e do vice-presidente da Obra romana de peregrinações, Mons. Liberio Andreatta. Será um grande evento para toda a Igreja, com uma forte impostação ecumênica, ressaltou o Cardeal Cordero Lanza de Montezemolo: "Um ano dedicado a São Paulo e, como explicou o Papa, com duas finalidades principais: conhecer melhor e fazer conhecer melhor São Paulo, todo o seu ensinamento e a riqueza gigantesca daquilo que ensinou – embora por vezes possa parecer difícil, hermenêutico e pouco conhecido – e dar uma finalidade ecumênica, rezando e atuando em favor do ecumenismo, isto é, pela unidade. A correspondência é muito grande e, portanto, esperamos e cremos que o Ano Paulino seja verdadeiramente um grande benefício para todo o cristianismo". Programação O Ano Paulino será inaugurado pelo Santo Padre. O Papa, ao chegar à Basílica de São Paulo Fora dos Muros, por primeiro acenderá a lâmpada votiva paulina e a entregará aos monges para que a mesma possa arder durante todo o Ano Paulino, que se concluirá no dia 29 de junho de 2009. Em seguida, Bento XVI abrirá a Porta Paulina, simétrica em relação à Porta Santa da Basílica, para depois celebrar as Primeiras Vésperas: estarão com o pontífice o patriarca ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu I, que já confirmou a sua presença, e um representante da Igreja anglicana, enviado do arcebispo de Cantuária, Dr. Rowan Williams, impossibilitado de participar da cerimônia. São muitas as iniciativas de caráter pastoral, religioso, cultural e artístico que se realizarão neste Ano, em particular, para acolher os milhares de peregrinos esperados em Roma. Portanto, há grande entusiasmo para honrar essa grande figura de Paulo, cidadão romano, de família judaica, nascido em Tarso, na atual Turquia, convertido na estrada de Damasco, na Síria, apóstolo incansável, em caminho por 16 mil Km pelo mundo. Um cidadão global, se diria hoje, na pluralidade de culturas que atravessou.


Reações: 
Share This

0 comentários: